Ásia Destinos Tailândia

Quero viajar para a Tailândia

11 ago 2017

Se você chegou aqui é porque tem curiosidade e vontade de conhecer esse país incrível que é a Tailândia, certo? E por que ir para a Tailândia?

Decidi ir para lá com uma amiga (Clarice Oshiro), que foi a grande incentivadora do destino. Na época eu pensei, é longe, mas por que não? Sempre via aquelas fotos maravilhosas do mar, aqueles barquinhos típicos, elefantes e grandiosos templos budistas. Acabei convidando mais 2 amigas e viajamos em 4 garotas.

Também tive a experiência de conviver por 1 ano com um Tailandes, que morou em casa em 2006 por um programa de intercâmbio. Ele fez high School aqui no Brasil (O nome dele é Buncha Bigg Krungrirun e ele foi o escolhido para ser entrevistado no final deste post).

Tailândia

Buncha é o nome do Tailandês que morou em casa.

Conseguimos juntar as férias de todas em Junho, e assim decidimos as datas da viagem (Não recomendo viajar em Junho, pois é onde começam as monções).

Entenda o clima na Tailândia
A Tailândia tem um clima tropical, isto é, úmido e quente, com três estações: temperada, quente e chuvosa.
A melhor época para viajar é entre Novembro e Fevereiro, que coincide com a estação temperada. Nesse período, a temperatura média é de 20ºC, com um índice de umidade por volta dos 55%.

Durante a estação quente, de Março a Maio, a temperatura pode subir até aos 30ºC, como média, podendo chegar a valores próximos dos 40ºC em algumas zonas. Nesta época, o índice de umidade sobe consideravelmente.

Junho a Outubro é a estação chuvosa; as monções fazem a sua aparição com diferente incidência conforme as zonas. Se, no Norte, a intensidade das mesmas pode ser escassa, no Sul, a sua presença pode revelar-se com grande violência. A temperatura oscila entre os 24º e os 34ºC, embora a sensação de calor possa parecer bastante superior, já que os índices de umidade rondam, neste período, os 80%.

Viajamos para Tailândia no final de Maio, início de Junho. Pegamos um pouco de mal tempo, nada que atrapalhasse totalmente a viagem, mas se fosse escolher novamente, não iria nessa época.

As passagens aéreas
Compramos as passagens pela Qtar, minha primeira vez voando com eles, e a experiência foi muito boa. Não é à toa que é considerada uma das melhores do mundo.
O vôo é longo, são cerca de 15h30 horas até Doha e depois 6h45 horas no trecho entre Doha e Bangkok.

Os vôos internas na Tailândia foram pela Nokair e Air Asial.

Roteiro
Como eu sou apaixonada por viagens e adoro fazer roteiros, fiquei responsável pelo roteiro da turma. Passei 1 mês pesquisando e coletando informações de pessoas que já viajaram. Não foi fácil. As peças não se encaixavam muito, não tinha nada muito completo sobre o destino, sobre como chegar nos lugares, enfim, depois da minha experiência, decidi compartilhar tudo com vocês.

Iniciamos a viagem por Bangkok. É uma viagem longa e cansativa. Estava um calor inexplicável. Quente e úmido. Parecia que estávamos em uma sauna.
É quente REAL!
O aeroporto fica um pouco afastado e a fila para pegar os taxis dentro do aeroporto estavam gigantes. Decidimos pegar um taxi fora do aeroporto. NÃO FAÇAM ISSO. O taxista não conseguia se comunicar com a gente, não sabia onde era o nosso albergue, enfim, estávamos super cansadas e perdidas. A melhor coisa é pegar um taxi dentro do aeroporto mesmo, afinal de contas, você estará super cansado. Também recomendo ativar a internet do seu celular ou comprar um chip, pois você consegue se localizar melhor. Nós não fizemos isso.

Depois de Bangkok pegamos um vôo para Koh Samui. De Koh Samui para Krabi, depois Koh Phi Phi. Voltamos para Krabi e voamos para Chiang Mai, que foi o último destino.
Vou fazer um post detalhado sobre cada um desses lugares.

Fazendo as Malas
Que roupa levar para a Tailândia? Lá é muito quente, então, roupas de verão.
Para entrar nos templos, é preciso se vestir adequadamente, cobrindo o colo e as pernas. No caso de usar saias, somente abaixo do joelho.
As cangas são muito utilizadas, pois como faz muito calor, você coloca a canga ao entrar no templo e depois guarda na bolsa. Acho válido levar chapéus e bonés, para ajudar a proteger do calor.
Eu fui de mochila cargueira, mas todo o destino está adaptado para malas de rodinha, não se preocupe. Sofri muito para carregar a mochila, pois estava além do peso que eu poderia carregar nas costas. Minhas amigas que o digam.

Dinheiro
Levamos nosso dinheiro em dólares e trocamos aos poucos. De maneira geral, tudo é bem barato por lá.

Comida
Ao contrário do que você vê por aí, o Tailandês não vive de escorpião. A dieta é baseada em muito arroz e macarrão de arroz, frutos do mar, frango e peixe. A comida é apimentada, tente pedir menos ou quase nada picante, se você não está acostumado.
Meu prato preferido é o PadThai de camarão, que é um macarrão de arroz, temperado com uma variedade de temperos deliciosos e incrementos para criar um prato suculento levemente picante.

Pad Thai de Lulas e Camarões

Vacina
Você não desembarca na Tailândia sem a carteirinha internacional de vacinação comprovando a vacina de febre amarela.

O país por um Tailandês
Em todo post vou entrevistar um nativo de cada país. Acho legal entender a visão deles sobre seu país e também sobre o nosso país. Resolvi entrevistar o Bigg pelo fato dele já ter morado aqui no Brasil, e feito parte da nossa família por 1 ano.
Ele me contou que recentemente fez um curso de Monge de 2 semanas, a pedido de sua mãe. Os Tailandeses acreditam que quando um filho se torna monge, a família ganha um pedacinho do paraíso.
A vida de um monge possui 227 regras, sendo 4 delas imperdoáveis, que são:

– Não matar os animais (racionais ou irracionais);
– Não roubar;
– Não falar para as pessoas que ele tem poderes sobrenaturais;
– Não ter nenhuma atividade sexual;

Os monges não podem se casar, entretanto, eles podem tornar-se monges depois de casados, mas sua esposa terá o papel apenas de cuidar do marido, cozinhando, por exemplo, uma vez que ele passa a morar no templo. Fica proibida qualquer atividade sexual.
Eles também não podem ser tocados por mulheres e também não podem estar a sós com mulheres. Não podem cozinhar ou usar dinheiro, eles sobrevivem apenas com a comida que as pessoas dão.

Monge Tailandês

Nome: Buncha Krungrirun (Bigg)
Idade: 27
Profissão: Advogado
O que você mais se orgulha de seu país? Todos os Tailandeses são pessoas de sorte por viver em um país com um ótimo clima, paisagens incríveis e uma cultura interessante. Entretanto, o que mais me orgulha é o Budismo, as pessoas e a comida.

O budismo, pois é muito gratificante para mim ter nascido em uma país onde o budismo é a religião principal, principalmente pelo jeito que os tailandeses tratam uns aos outros. Budistas não podem se livrar de seus pecados orando, se você faz algo ruim para alguém, isso é seu karma e você não consegue escapar dele. Desta forma, somos ensinados a ser gentis com os outros, resultando em uma sociedade mais pacífica.

As pessoas, e eu posso garantir que você vai receber um “head nod” (O Tailandês cumprimenta as pessoas abaixando a cabeça, e com as mãos juntas), e um pequeno sorriso por onde passar. É por isso que o país também é conhecido como terra do sorriso.

A comida. A cozinha Tailandesa não é somente saborosa, ela é barata e saudável. É possível encontrar muitos pratos por 20 Bahts, por exemplo (Cerca de 1 real).

O que você não gosta em seu país?: Para mim, o único problema na Tailândia é o sistema de transporte público. É claro que é fácil viajar para grandes cidades como Bangkok ou Chiangmai, porém, nas áreas rurais, você encontra muita dificuldade de locomoção utilizando o transporte público. Eu acredito que melhorar o transporte pode favorecer muito o turismo no país.

Qual sua comida Tailandesa preferida? Pode parecer cliché mas é o Pad Thai. Eu garanto que o original, feito aqui na Tailândia, pode ser diferente de todos que você já provou no Brasil, ou ao redor do mundo. O mundo todo possui muitos restaurantes Tailandeses, mas gostaria de deixar o convite para vir para Tailândia e comer o Pad Thai original e delicioso.

Você já veio para o Brasil? Sim, Eu fiz um programa de intercâmbio por 1 ano. Foi uma das mais incríveis experiências da minha vida.

Qual sua visão do Brasil? Pessoas divertidas e gentis. Lindas praias e o melhor bolo de cenoura do mundo!

O país é incrível, vale muito a pena! Comenta aqui tudo que você gostaria de saber sobre a Tailândia!

Veja também tudo sobre Bangkok!

3 Dias em Bangkok

Comente via Facebook
Deixe seu Comentário
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui

Topo
Top Posts